Linda Martins, 18, Salvador. Livros (os que leio e os que escrevo), cristianismo, estudos aleatórios e comida definem minha vida. Em constante evolução.

ENTREVISTA
Rudson Xaulin

RESENHA
Um beijo inesquecível

AUTORAIS
Baed

13.8.13

[RESENHA] Admirável Mundo Novo

Nos últimos dias, eu estive lendo o utópico (ou seria distópico?) Admirável Mundo Novo. Eu sabia há algum tempo que o livro foi inspiração para uma música super conhecida da Pitty, mas só depois de uma aula de português eu tive o interesse em lê-lo.
   A estória se passa em uma era futurista, e o mais chocante de tudo é perceber que esse futuro não está tão longe de nós assim. No primeiro capítulo você já se depara com a descoberta de que nesse mundo novo, não existe família, os bebês são criados em laboratório e o termo "pai e mãe" é considerado grotesco. Os óvulos são fecundados e alguns multiplicados em até 96 vezes. Imagine só, noventa e seis gêmeos idênticos no mundo. Tudo isso em laboratório, claro. Depois eles passam pelo que chamam de "Predestinação Social" ou seja, eles vão decidir se o bebê será desde um Alfa-Mais até um Epsilon-Menos. Como se não bastasse as tantas modificações genéticas que cada bebê rotulado irá receber, ele passará a sua vida inteira até os 18 anos, recebendo lições hipnopédicas. Não sabe o que é isso? Pois bem, eles vão te condicionar através de inúmeras repetições em seu sono, o que eles querem que você acredite pelo resto da sua vida. Motivo? Evitar conflitos.
"O lema do Estado Mundial: Comunidade, Identidade, Estabilidade."
     Há um personagem em especial, Bernard Marx, que começa a se questionar se esse era mesmo o padrão de vida perfeito para os seres humanos. Junto com ele, entra em cena John, um garoto "selvagem" que vivia numa espécie de aldeia, longe da civilização moderna. Ambos são apaixonados por Lenina Crowne, uma típica Beta-Mais condicionada, que rebate mecanicamente todos os questionamentos do rapaz. As cenas mais importantes são as últimas, por conta dos diálogos e argumentos dos dois lados. Livros como esse faz com que você reflita no rumo que a sociedade está tomando e nas soluções drásticas que um dia podem ser tomadas na tentativa de combater os problemas de hoje, como guerras, assassinatos e coisas do tipo.