Linda Martins, 18, Salvador. Livros (os que leio e os que escrevo), cristianismo, estudos aleatórios e comida definem minha vida. Em constante evolução.

ENTREVISTA
Rudson Xaulin

RESENHA
Um beijo inesquecível

AUTORAIS
Baed

18.6.13

[RESENHA] Jogos Vorazes

Hoje iremos falar da trilogia distópica do momento: Jogos Vorazes. Com certeza você já deve ter ouvido falar esse nome. Há alguns que apostam que a trilogia irá substituir grandes sucessos como Crepúsculo e Harry Potter no quesito bilheteria. O livro narra a estória de Katniss Everdeen, uma adolescente que mora no décimo segundo distrito de Panem. Panem é um país que supostamente substitui os EUA num mundo futurista, provavelmente depois de uma grande guerra. Panem é cercada por 12 distritos – que antes eram 13 – e uma rica capital que explorava esses distritos. O distrito 13 tinha sido bombardeado depois da revolta dos Dias Negros, exatamente a mesma que deu origem aos Jogos Vorazes. Os Jogos Vorazes era uma especie de reallity show em que cada distrito tinha que oferecer um garoto e uma garota com idade entre 12 e 18 anos que eram chamados de tributos. Eles então seriam jogados numa arena para lutarem até a morte, até que só restasse um vitorioso vivo. Katniss tem uma irmã que se chama Primrose, que tem o infortúnio de ser sorteada na sua primeira colheita. Katniss então se voluntaria pela irmã e tenta sobreviver aos Games e a maldade da capital. Jogos Vorazes ganhou sua primeira adaptação cinematográfica em 2012, estrelado por Jennifer Lawrence. A trilogia é narrada em primeira pessoa pela Katniss e eu adoro a forma como ela conta a história. Prática, sem muita enrolação e mimimi. Contando o necessário mas, sem deixar de lado as críticas políticas e os extremos em que essas pessoas são postas, não só os tributos como os moradores dos distritos. Só lembrando que Jogos Vorazes não é um livro feliz, muito pelo contrário, dá pra perceber que o livro é cercado de mortes e barbaridades. Há muitas comparações entre Jogos Vorazes e Crepúsculo e eu realmente não vejo o por quê disso. Tudo bem que ambos são best-sellers, campeões de bilheteria que conseguiram um número significativo de fãs, mas as duas histórias são COMPLETAMENTE diferentes. O romance Katniss/Peeta e Bella/Edward também são muito diferentes. Não vou entrar em detalhes nisso, mas só vou dar um exemplo: Em Crepúsculo, o romance é o coração da estória, não é algo descartável. Em Jogos Vorazes é. O romance só está lá para aliviar a tensão, afinal de contas, acontece tanta tragédia que tem que haver uma coisa boa né. Jogos Vorazes, como toda distopia, tem o perfil de chamar a atenção da sociedade para o rumo em que ela está tomando. Recuperar valores que estão sendo perdidos. Mostrando o quão insustentável a humanidade pode ficar se continuar nesse ritmo. Isso é muito importante.

Ficha técnica
JOGOS VORAZES
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Páginas: 397