Linda Martins, 18, Salvador. Livros (os que leio e os que escrevo), minimalismo, estudos aleatórios e comida definem minha vida. Em constante evolução. Se você for suficientemente observador, verá que esta bio é diferente da bio do ano passado.

ENTREVISTA
Rudson Xaulin

RESENHA
Um beijo inesquecível

AUTORAIS
Baed

14.7.13

[RESENHA] O Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe foi um dos primeiros livros que ganhei. Na época, eu era bem pequena e não tinha como entendê-lo realmente. Na verdade, ele ficou lá sozinho e empoeirado na minha estante durante muitos anos, afinal de contas foi no ano passado que eu decidi pegar ele para ler. E o que eu digo é que me arrependo profundamente de não ter o lido antes. O Pequeno Príncipe é um livro pequeno e que você pode lê-lo em um dia, mas que te traz uma mensagem filosófica e reflexiva. O fato é que neste livro, por mais vezes que você o tenha lido, na próxima sempre vai encontrar alguma coisa nas entrelinhas que vai te fazer refletir por horas.
   O livro conta a história de um príncipe que sai de seu pequeno asteroide para visitar outros mundos. Em cada aventura que ele vive, o pequeno viajante conhece personagens muito diferentes. Cada um deles te traz uma lição nova.  A inocência do pequeno príncipe é algo encantador. A forma como ele questiona a maneira de pensar dos adultos, mesmo numa linguagem infantil, te faz pensar: e não é que ele tem razão mesmo? A narrativa é simples, porém muito poética. Apesar de ser um livro pequeno, ele vem com lições que muitos livros de 400 ou 500 páginas não tem. É um erro terrível dizer que o Pequeno Príncipe é um livro infantil, por que se você der esse livro para uma criança, talvez ela até se interesse por ler, mas jamais vai entender o real significado daquelas palavras. Nesse sentido, eu o comparo um pouco com "As Crônicas de Nárnia" por seu teor de valores e questões humanas. O Pequeno Príncipe é maravilhoso, lindo, encantador e vale a pena ser lido milhares de vezes.

Ficha técnica
O PEQUENO PRÍNCIPE
Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Agir
Páginas: 93