Linda Martins, 18, Salvador. Livros (os que leio e os que escrevo), minimalismo, estudos aleatórios e comida definem minha vida. Em constante evolução. Se você for suficientemente observador, verá que esta bio é diferente da bio do ano passado.

ENTREVISTA
Rudson Xaulin

RESENHA
Um beijo inesquecível

AUTORAIS
Baed

4.7.13

[RESENHA] Se houver amanhã


Se houver amanhã, como todo livro (ou pelo menos, a maioria) de Sidney Sheldon, é uma narrativa surpreendente repleta de reviravoltas. Esse livro, em especial, é uma história cercada de mentiras, injustiças, e uma pitada de romance, pra variar. É um ponto bem interessante toda essa coisa de nós, leitores, percebermos gradualmente como a protagonista Tracy vai ficando mais esperta a cada experiência vivida.

  Eu peguei esse livro emprestado de uma amiga minha há alguns anos atrás, então me desculpem se a resenha ficar um pouco vaga em alguns pontos. A história começa quando Tracy Whitney descobre que sua mãe, Doris, se suicidou. O motivo era um golpe que arruinou sua condição financeira. Só que o cara que deu o golpe não era nada mais, nada menos que o braço direito do maior mafioso de Nova Orleans. Cheia de ódio, Tracy decide afobadamente se vingar dele e arma um plano – muito mau feito, por sinal – para invadir a casa do cara. Era obvio que o plano daria errado. Além de quase ter sido estuprada por ele, ela caiu numa armadilha que a levou para a prisão.

Depois de muitos apuros e experiências nada agradáveis, Tracy consegue sair da cadeia. Só que a Tracy que saiu da prisão não é a mesma Tracy que foi injustamente para lá. Agora, mais esperta e cheia de mágoas, Tracy tenta - e consegue - se vingar de todos que fizeram mau a ela. A narrativa é envolvente e uma coisa que preciso sinalizar é: AS CENAS DE AÇÃO SÃO PERFEITAS! Tracy se torna uma golpista e faz roubos milionários pela cidade. É tão emocionante a forma como eles são narrados que você roe as unhas querendo saber se a Tracy vai conseguir se safar do próximo roubo.  E há o charmoso e irresistível Jeff Stevens, que é uma espécie de golpista que vive uma história de amor e ódio com ela. Enfim, é um livro ótimo, mas só um aviso: contém algumas cenas +18 e alguns palavrões. Tirando esses detalhes, o livro é ótimo. Recomendo!

Ficha técnica
SE HOUVER AMANHÃ
Autor: Sidney Sheldon
Editora: Vira-vira
Páginas: 434